fbpx

Empresas e questões socioambientais: como se adaptar?

Empresas e questões socioambientais

Por muito tempo, se acreditou que a sustentabilidade custa caro.

Consequentemente, a gestão sustentável caberia somente no bolso das grandes companhias.

Mas essa crença já está mais do que ultrapassada e, hoje, a realidade é outra.

Gradativamente, mais empresas têm encarado as questões socioambientais como oportunidade

Dos pequenos aos grandes negócios, a gestão sustentável passou a ser, além de um diferencial competitivo, uma necessidade.

Neste artigo, você vai entender por que deve se preocupar com as questões socioambientais.

Também vai saber sobre quais são as ações tomadas por uma empresa exemplo de sustentabilidade. 

Além disso, trouxemos 5 cases de empresas que já se destacam pela gestão sustentável.

Empresas e questões socioambientais

Qual é o propósito da sua marca? Por que você vende o que vende e, nesse processo, como você está ajudando o planeta?

Questões como essas estão ganhando espaço na consciência dos consumidores, e uma gestão sustentável pode ser justamente aquilo que vai brilhar nos olhos do cliente quando ele tiver que escolher entre a sua empresa e a concorrente.

Para que a sustentabilidade seja um fator de vantagem competitiva, ela jamais pode ser uma estratégia superficial. 

Ao contrário: deve estar em cada processo e fazer parte da missão do seu negócio

Resultados e benefícios

Quando isso é posto em prática, naturalmente os resultados aparecem em forma de benefícios que extrapolam o mero cumprimento das leis ambientais, como, por exemplo, a PNRS (Política Nacional dos Resíduos Sólidos).

O que acontece é a diminuição de custos e a criação de oportunidades para novos modelos de negócios e mercados alternativos.

Na maioria dos casos, esses benefícios estão diretamente relacionados à economia compartilhada, um dos princípios da economia circular, a qual prevê a união de várias empresas interessadas em concretizar uma gestão sustentável e, portanto, trocam ideias, experiências e promovem ajuda mútua. 

Economia Circular: princípios e benefícios

Nesse processo, o resíduo de uma empresa pode se tornar insumo para outra.

Quem se beneficia

Dessa forma, muitos empregos também são gerados, impactando positivamente a sociedade e gerando renda dentro da economia verde.

Sem falar que o meio ambiente agradece. 

Afinal, já sabemos que se os padrões de consumo continuarem no mesmo ritmo em que cresce a população, em 2050 precisaremos de três planetas Terra por ano.

Sendo assim, quando a sua empresa se preocupa com questões socioambientais, ela está comunicando ao público que ações estão sendo feitas para construir um futuro melhor para todos.

O que faz uma empresa sustentável?

Agora que você já sabe que uma gestão sustentável, além de diminuir custos e ser um diferencial competitivo, promove impacto positivo para o meio ambiente e a sociedade, que tal entender melhor como isso funciona na prática?

Se você quer iniciar sua jornada nas práticas sustentáveis, comece por estas ações:

Descarte adequado dos resíduos

Atualmente, a maior parte das indústrias produz em um modelo linear de economia, em que o descarte da embalagem ou produto, por não ser planejado e monitorado, tem um destino ambientalmente inadequado. 

Na economia circular, o ciclo de vida de um produto é fechado e, dessa forma, tanto a reciclagem quanto o reuso do que seria jogado fora são garantidos.

Para realizar tal tarefa em empresas de maior porte, institutos como o ILOG podem cuidar da compensação ambiental de forma fácil e muito simples.

Uso eficiente da água

Muitas empresas gastam milhares de litros de água semanalmente ou, até mesmo, diariamente. 

Algumas até já estão utilizando sistemas de reaproveitamento que valem o investimento, porque diminuem a quantidade de litros que são necessários e, consequentemente, o custo mensal da demanda de água.

Reaproveitar a água da chuva para limpezas externas também é uma ótima forma de fazer o uso eficiente da água.

Uso de energia renovável

Os recursos do planeta são finitos e, para assegurar a preservação deles, as fontes de energia renovável são uma ótima opção. 

A Google, por exemplo, já consegue operar 100% a partir de energias renováveis. Muitos negócios estão apostando nessas fontes por causa da diminuição de custos a longo prazo e também como estratégia competitiva.

Opção por fornecedores com certificado de sustentabilidade

Você sabe o que é um certificado ou selo de sustentabilidade? 

Eles asseguram que seus fornecedores estão produzindo de forma transparente e a favor do meio ambiente. 

Esses certificados são prova da qualidade do que se coloca dentro da sua empresa.

Fornecedores com o selo de sustentabilidade, ou selo verde, mostram que estão preocupados com as questões socioambientais e são os parceiro ideias para o seu negócio.

Se tornar uma empresa com selo verde

Mais do que ter fornecedores com um certificado de sustentabilidade, uma empresa que quer se tornar sustentável deve investir no selo também.

Com um selo verde, é possível não só fortalecer a empresa como uma marca ecologicamente preocupada, como também melhorar processos internos, reduzir custos e causar impacto social, garantindo novos empregos.

5 empresas que são exemplo de sustentabilidade

Para se inspirar em empresas que já dão grandes passos em direção ao futuro sustentável, reunimos 5 cases de marcas brasileiras. Confira:

Natura
Braskem
Unilever
Nestlé
L’oréal

Natura

Um dos destaques da marca Natura são as parcerias com produtores rurais para a exploração consciente e o manejo controlado das matérias-primas naturais e renováveis usadas para fabricação dos cosméticos.

Além disso, a marca desenvolve projetos como Amazônia Viva e Menos Lixo, por meio de compromissos definidos no documento Visão de Sustentabilidade 2050, no qual estão todas as metas para médio e longo prazo da empresa.

Braskem

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas e fabricante de insumos químicos básicos, desenvolveu sua Estratégia para o Desenvolvimento Sustentável com base em três pilares principais:

  • Operações e serviços cada vez mais sustentáveis;
  • Portfólio de produtos cada vez mais sustentável;
  • Soluções para uma vida cada vez mais sustentável.

A partir desses pilares, a Braskem estabeleceu alguns macro-objetivos, que são metas para 2020 baseadas e alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Além disso, a marca também criou a Bluevision, uma plataforma global de conteúdos com foco em sustentabilidade.

Unilever

A Unilever é uma das líderes mundiais quando se trata de empresas sustentáveis. 

Com o Plano de Sustentabilidade da Unilever, as áreas da saúde, bem-estar, meio ambiente e melhoria das condições de trabalho ganham o foco principal. 

Ainda relacionado ao meio ambiente, a Unilever tem o objetivo de reduzir a emissão dos gases de efeito estufa.

Além de melhorar o aproveitamento da água, assegurar o tratamento de resíduos e utilizar recursos agrícolas sustentáveis.

A meta principal da marca para 2020 é reduzir pela metade a pegada ambiental que a fabricação dos produtos da Unilever tem deixado.

Nestlé

A Nestlé tem focado em metas ambiciosas para sua gestão sustentável. 

Mundialmente, o objetivo da marca é zerar o envio de resíduos para disposição até 2020.

Em outras palavras, a meta é encontrar alternativas para o reaproveitamento dos resíduos gerados nas fábricas.

Desta forma eles retornam ao ciclo de produção dos próprios produtos Nestlé ou se transformem em insumo para empresas parceiras.

No Brasil, esse objetivo já foi atingido em cinco fábricas: em Araçatuba, Araraquara, Carazinho, Jataí e São Lourenço.

Além disso, para contribuir com a redução de emissões de gases de efeito estufa, a Nestlé visa diminuir o CO2 por tonelada de produto fabricado em 20% até 2020.

Só em 2015, a marca lançou 72 projetos sobre o assunto em várias fábricas do Brasil, executando ações de modernização tecnológica, de processos e uso de energia.

L’Oréal

Já faz anos que a sustentabilidade empresarial faz parte da estratégia de desenvolvimento da L’Oréal. 

Em 2020, data limite de algumas das metas sustentáveis da marca, já está previsto o lançamento do programa L’Oréal para o Futuro, com ainda mais objetivos de desenvolvimento sustentável para 2030.

Desde 2005, o Grupo reduziu as emissões de CO2 em 78%, além da meta estipulada de 60% até 2020.

Ao mesmo tempo, o volume da produção da marca aumentou em 37%.

A L’Oréal é a única empresa no mundo a alcançar a pontuação A por 4 anos seguidos em todas as categorias do Carbon Disclosure Project.

Se trata de um programa de proteção climática, gestão de água e preservação florestal.

Para saber mais sobre os compromissos de sustentabilidade da L’Oréal baixe o e-book da marca clicando AQUI

Sustentabilidade como cultura das empresas

A partir desses exemplos, percebemos que a sustentabilidade e as questões socioambientais hoje passam a fazer parte da cultura e missão das empresas. 

Os consumidores buscam por negócios que tenham o propósito norteado pela sustentabilidade, que tenham sentido dentro do contexto ambiental do planeta e que impactem positivamente o meio ambiente e a sociedade.

A questão socioambiental é um desafio que facilmente se transforma em oportunidade, gerando novos modelos de negócios, competitividade de mercado e empregos.

Assine nossa newsletter e receba novidades da ILOG

Solicite um Orçamento

Obrigado por assinar nossa newsletter!